II Seminário Internacional de Estudos sobre a Antiguidade e o Medievo

I Encontro Internacional do grupo LEM - Leituras da Escandinávia Medieval

Data

 ~ 

Local

Universidade Estadual de Londrina - Campus Universitário, Londrina - PR, Brasil

Sobre o evento

Este encontro visa consolidar ainda mais o papel do grupo LEM - Leituras da Escandinávia Medieval - na escandinavística nacional e internacional, tal como em outras áreas dos estudos medievais.

Assim, o encontro contará com participantes nacionais e estrangeiros, da América Latina e Europa.

Sobre

     Entre os historiadores modernos há um consenso: Além de seres sociais, somos seres históricos. Buscar na interpretação das nossas experiências temporais fundamentos para nossa ação orientada no presente nos torna singulares. Segundo Jörn Rüsen, é nessa capacidade que reside a própria essência da cultura. A consciência histórica é, assim, bem ou mal, condição básica da humanidade.
     A História é, e foi desde a Antiguidade, nas suas diversas formas, a principal expressão desta relação da humanidade com a experiência temporal. É no mundo antigo, helenístico, que vemos nascer a disciplina histórica, tal como a concebemos, na condição de narrativa – narratio rerum gestarum –, que se relaciona diretamente com a experiência – res gestae. As reflexões recentes sobre o caráter fundamental da história, todavia, têm recuperado as relações da humanidade com o tempo, através das diferentes visões e expectativas em relação ao passado. A História é, afinal, cada vez mais compreendida como a forma pela qual cada época se relaciona com o seu passado.
     Dentro dessa perspectiva, é notável que sociedades tão diversas, espacial e temporalmente, em relação à sociedade ocidental moderna também carreguem em suas visões do passado e suas interpretações da história, marcas de seus modos de ver o mundo, suas sociedades, suas expectativas em relação a todos os âmbitos da existência humana.
     Se o mundo antigo é berço da tradição do pensamento histórico que marca o Ocidente, por um lado, ele é também o espaço-tempo de muitas outras expressões da orientação temporal e da consciência histórica, nas listas de governantes mesopotâmicos, nas narrativas pictóricas da hegemonia egípcia, nas diversas mitologias históricas de hebreus e chineses. O mundo medieval herdou, sem dúvida, esse rico passado, e se a crônica e os anais representam de algum modo uma tentativa de continuidade em relação aos moldes helenísticos, as Sagas, as gesta episcoporum, as sagas e mesmo as vitae e acta sanctorum representam todo um novo universo das visões do passado e da construção da história nesse período.
     Partindo dessas reflexões e pensando os desafios de tal perspectiva, os organizadores do II Seminário Internacional de Estudos sobre a Antiguidade e o Medievo: Visões do Passado e Construção da História no Mundo Antigo e Medieval convidam pesquisadores, acadêmicos e estudantes interessados nos temas relativos à Antiguidade e à Idade Média a submeter propostas de comunicação livre e de mesas coordenadas, assim como programas para a oferta de mini-cursos, para o evento, que será realizado entre os dias 11 e 13 de Abril de 2018 no Centro de Letras e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Londrina, no Paraná.